Seminário Cidade bem Tratada está com inscrições gratuitas abertas


Créditos: Divulgação

No dia 12 de setembro, das 8h às 18h, a sede do Ministério Público, em Porto Alegre, recebe especialistas que vão tratar os temas: resíduos sólidos, água e energias renováveis. Mesas de debates, cases de sucesso, exibição de fotografias da 2ª edição do Prêmio #CidadeBemTratada, posto de coleta de resíduos eletrônicos, presença da Likso, startup focada em economia circular do plástico e a Recilux que faz reciclagem de lâmpadas fluorescentes compõem o programa do seminário.

Um evento que tem como mote trazer soluções simples e sustentáveis para que cada cidadão possa fazer a diferença pela qualidade de vida de sua casa, rua e comunidade, contribuindo assim para se ter uma ‘cidade bem tratada’. Com entrada franca, o 8º Seminário Cidade Bem Tratada realizado pela Fundação Mata Atlântica e Ecossistemas há oito anos, pauta os desafios de uma sociedade de consumo que caminha para um colapso ambiental. O evento colocará na mesa de debates os cenários, convergências, a comunicação e os desafios da sociedade de risco, costurando com especialistas os temas: resíduos sólidos, água e energias renováveis. Assim é o seminário, que acontece em 12 de setembro, no Ministério Público do Rio Grande do Sul, em Porto Alegre. Os interessados podem fazer a sua inscrição totalmente gratuita, com direito a certificado pelo link: http://www.cidadebemtratada.com.br/novo/inscricoes

A primeira mesa tem como debatedores: Dra. Luciana Turatti, professora e pesquisadora Univates, que traz a abordagem "Crise hídrica ou de informação?" Pedro de Assis Silvestre, vereador Florianópolis (SC) e presidente da Frente Parlamentar de Combate ao Lixo Marinho vai tratar da campanha "Floripa livre de plástico: como atuar em rede para diminuir o impacto do lixo no oceano".

Eberson Thimming Silveira, diretor do Departamento de Energia da Secretaria do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), compõe o time de debatedores.

Já Emanuel Alencar, que é colaborador do site O Eco e gestor de conteúdo do Museu do Amanhã falará sobre ‘Nós da comunicação: uma conversa sobre mídia e sustentabilidade’.

A mediação é da Profª Luciane Salvi, coordenadora do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária (EAS) da Faculdade Dom Bosco.

Na parte da tarde haverá o bloco de cases de sucesso: experiências de inovação – oportunidades e superação de dificuldades. Como Case 1 estará a Dra. Maria Silvia Rossi, subsecretária de Gestão Ambiental Territorial da Secretaria de Meio Ambiente do Distrito Federal (SUGAT/SEMA-DF) que fala sobre ‘Cidades resilientes: serviços ecossistêmicos e pertencimento na centralidade do território – a experiência do zoneamento ecológico-econômico do Distrito Federal’. Como Case 2 teremos Cintia Aldaci da Cruz, liderança comunitária e coordenadora do projeto ‘Gestão comunitária de resíduos orgânicos – revolução dos baldinhos’.

No Case 3 Luiz Alberto Altmann Fazio, presidente da Associação Biosaneamento tratará do ‘Projeto biosaneamento: implantação, desafios e desdobramentos’. O Case 4 traz a coordenadora executiva de programas de economia circular do SINPLAST, Simara Souza, que abordará ‘Copinho legal: economia circular, um compromisso de todos’. A mediação dos cases ficam a cargo de  André Carus, Vereador e presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Câmara Municipal de Porto Alegre.

A segunda mesa de debates pautará: Resíduos sólidos, águas e energia renovável: fomento a políticas e práticas para a sustentabilidade - principais instrumentos. Os palestrantes são: Marcio Matheus, presidente do Sindicato das Empresas de Limpeza Urbana no Estado de São Paulo - SELUR que falará sobre o ‘Financiamento da logística reversa’. Carlos Evangelista, diretor executivo da Associação Brasileira de Geração Distribuída (ABGD), fala da ‘Geração distribuída no Brasil e oportunidades de negócios’. Francisco Milanêz, presidente da Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (AGAPAN) explanará sobre ‘Como fomentar cidades saudáveis’. E Ana Maria Marchesan, promotora de justiça da Promotoria de Defesa do Meio Ambiente de Porto Alegre comenta sobre o ‘Papel do direito na preservação ambiental’. A mediação da Mesa é de Leonardo Pascoal, Prefeito de Esteio e presidente do Consórcio Pró Sinos.

Este mix de assuntos conversam entre si e estão em interface com soluções possíveis de transformação que pouco a pouco mudarão o ambiente em que se vive. “Não adianta tratar sobre a gestão de resíduos sólidos, sem falar das águas e da opção por fontes de energia limpa. Tudo deve estar relacionado para que as soluções tragam efetiva proteção ao meio ambiente e à vida”, afirma o coordenador geral do evento, Beto Moesch.

Como nas edições anteriores, são esperados representantes dos Poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário; integrantes da sociedade civil, ONGs, entidades de classe, consultores, estudantes e empresários que trabalham com as temáticas propostas pelo Cidade Bem Tratada. “Sempre convidamos as pessoas que têm poder de decisão para que o seminário possa ir além do debate”, explica Moesch. O organizador comenta ainda que contam com a participação do público que poderá fazer questionamentos e dar opiniões ao longo de todo o dia dos debates.

No dia 13 de setembro acontece o Seminário na Cidade - "Observando as águas do Guaíba”. Será uma tarde com ações educativas sobre a importância do monitoramento para a participação social e a tomada de decisão em prol da melhor qualidade de nossas águas. Às 14h será feira uma coleta e análise da água do Guaíba - Observando Rios/SOS Mata Atlântica. Após, às 15h, Educação Ambiental alinhada aos ODS - Educredi e Apoena Socioambiental (Jogo Antropolixo e Jogo Trilha dos ODS). Público infantil. Parceria Escola ACM e CEVS e uma roda de conversa com Dra. Cláudia Barros (Faculdade de Agronomia/UFRGS) e Dra Maria Rossi, (SEMA/DF) sobre a contaminação das águas por metais pesados provenientes de atividades urbanas e da agroindústria (público adultos). O encerramento é às 16h. Leve seu chimarrão e curta o melhor pôr do sol de Porto Alegre.

Esta  oitava edição do Seminário Cidade Bem Tratada conta com o patrocínio do Grupo Zaffari, Companhia Riograndense de Valorização de Resíduos –CRVR, Companhia Riograndense de Saneamento - Corsan, Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul – BRDE, Associação Brasileira das Indústrias de Vidro - Abividro, Tampinha Legal, Fundo de Desenvolvimento Social da Sicredi União Metropolitana RS e Sindiatacadistas. O Apoio institucional é do Ministério Público do RS e Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul – Famurs.

SERVIÇO:
O que: 8º Seminário Cidade Bem Tratada   Quando: 12 de setembro de 2019
Horário: das 8 às 18 horas  Onde: Auditório Mondercil de Moraes do Ministério Público (Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80, Porto Alegre)
Inscrições gratuitas: www.cidadebemtratada.com.br/novo/inscrições

Contato
GURIAS DA COMUNICAÇÃO - Jorn. Cris Guimarães – whatsapp 51 98114-1717  guriasdacomunicacao2017@gmail.com

REDES SOCIAIS
  • Disque-Segurança

    0800 510 2563

  • suporte ART

    0800 510 2100

  • Ouvidoria

    0800 644 2100

  • Outros telefones
  • Atendimento Central

    51 3320 2100

Atendimento ao Público

Das 9h15 às 17h45

Não fechamos ao meio-dia.

Rua São Luís, 77 - Porto Alegre - RS

CEP: 90620-170

Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Rio Grande do Sul

by